E continuamos sem faculdades ou universidades...em Itaguaí... (Artigo do Prof. Danilo Aguiar)


Um assunto já amplamente abordado em outras postagens ao longo da história deste blog é a ausência de instituições de nível superior permanente e presencial em nossa cidade. Apesar de existirem exceções a regra, como o curso isolado de Engenharia Mecânica oferecido pelo CEFET e pelo pólo presencial do CEDERJ, nossa cidade continua sem uma instituição de nível superior sediada na cidade e com cursos qualificados para oferecer a seus munícipes.

Podemos citar ao menos dois (2) exemplos importantes de cidades que se tornaram pólos universitários importantes no interior fluminense, atraindo a atenção de candidatos as vagas oferecidas até de fora da região sudeste. Citamos a Universidade Severino Sombra em Vassouras e a Faculdade Dom André Arcoverde em Valença, ambas as instituições oferecem cursos altamente qualificados como Medicina e Medicina veterinária, por exemplo.

No final dos anos 90, a Universidade Castelo Branco instalou-se nas dependências do CIEP 300, no bairro da Ponte Preta, em uma parceria com a Prefeitura de Itaguaí ofereceu vários cursos formando centenas de itaguaienses. Porém, a medida que o tempo passou, o apoio oferecido anteriormente foi diminuindo e com as novas empresas começando a se instalar, a universidade não teve a capacidade, ou não se interessou a investir, de adequar a oferta as necessidades, abandonou a cidade pouco tempo depois.

No final das contas, continuamos a ser uma cidade de "universitários viajantes", que precisam se deslocar para longe em busca de um diploma de nível superior. Geralmente, deslocando-se para Campo Grande, Santa Cruz, Realengo, Padre Miguel, Seropédica ou até mesmo o Centro do Rio. O mais impressionante é saber que alguns cursos oferecidos por essas instituições são focados justamente para nossa região. Então, por qual razão, esses cursos não são instalados aqui? 

Na esfera pública, duas universidades federais possuem imóveis na cidade: A Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) possui um espaço considerável no Bairro Mazomba e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) também possui um espaço considerável nas proximidades do Bairro da Estrela do Céu. Nesse momento, esses dois terrenos estão completamente largados ao abandono e sem uso aparente, podendo, inclusive, ser alvo de invasões.

Certamente, aos olhos de alguns burocratas governamentais, há muitos argumentos para não instalarem uma instituição pública na cidade, como a proximidade da Universidade Rural em Seropédica e as Instituições públicas do Rio de Janeiro, incluí-se a UEZO em Campo Grande. Tais argumentos possuem um único propósito que é a concentração da oferta desses cursos em grandes pólos transformando cidades como a nossa em meros espaços de mão-de-obra não qualificada.

Na esfera particular, nossa cidade nunca pensou nesse assunto seriamente. Afinal de contas, os políticos daqui sempre se iludiram com a presença da Universidade Rural em nosso território (ainda pertencente a Itaguaí), dando a falsa impressão que estávamos bem servidos por aquela instituição. Investir em uma faculdade particular era supérfluo. Os comerciantes, os políticos e os moradores não entendiam que uma faculdade (localizada no centro de Itaguaí) poderia atrair alunos, e com eles as divisas para incrementar o comércio local.

Hoje em dia, com o advento do sistema de ensino a distancia, as instituições de ensino superior preferem implantar milhares de pólos oferecendo cursos que na maior parte das vezes nada acrescentam as necessidades do mercado local. Quando as instituições se instalam de fato, do mesmo modo, oferecem cursos de fácil implantação (financeira) ignorando a necessidade local. Não interessa a nossa cidade ter uma filial de faculdade e sim a sede de uma instituição de nível superior.

Uma sugestão

Amigos, no passado, muitas cidade menores entenderam que ter uma grande faculdade atrairia alunos, e com isso, as divisas que movimentariam o comércio local. Nesse momento, que nossa cidade desponta como ser uma grande referencia, inclusive nacionalmente, precisamos se unir para esse projeto. De instalação de uma faculdade em nossa cidade, com cursos que realmente sejam importantes para nossa região. Peço todos os comerciantes, políticos e empresários a apostar nessa ideia. Precisamos de uma universidade, seja pública ou privada, mas que tenha sede aqui, em ITAGUAÍ!

Itaguaí para ser CIDADE INTELIGENTE de verdade, não pode menosprezar a ideia de também se tornar uma CIDADE UNIVERSITÁRIA.

Prof. Danilo Aguiar

4 comentários:

  1. Além da saúde, infraetrutura, educação de ensino de base, está faltando a qualidade de uma universidade em Itaguaí. Certamente mudaria bastante o cenário político da região.

    ResponderExcluir
  2. PREZADO PROF.DANILO.SEU ARTIGO E EXCELENTE,CURSO ENGENHARIA CIVIL EM SANTA CRUZ,CURSO QUE SÓ É OFERECIDO NO TURNO DA NOITE EM FACULDADES PARTICULARES.ISSO SIGNIFICA QUE NÓS QUE QUEREMOS SER ENG.CIVIS LARGAMOS O EMPREGO OU PAGAMOS A SINGELA QUANTIA DE R$ 500.00 A 600.00 POR PERÍODO, NO MEU CASO COM UM AUMENTO DE 6% A CADA PERÍODO.UMA FACULDADE FEDERAL AQUI SERIA ÓTIMO, DE PREFERÊNCIA QUE PRIORIZA SE O CIDADÃO ITAGUAIENSE. POIS COM A QUALIDADE DO ENSINO EM NOSSA CIDADE SÓ PAGANDO UM BOM CURSINHO PARA TER A CHANCE DE UMA VAGA!

    ResponderExcluir
  3. Funcionário de Itaguaí13 de julho de 2013 10:48

    A grande verdade é que já existe uma faculdade federal, relativamente, próxima. Então fica descartada a possibilidade do governo federal implantar uma faculdade federal em Itaguaí. Devemos voltar o foco para uma faculdade estadual.
    Sabemos também que o advento de uma faculdade no município, irá atrair mentes com um alto senso crítico... Até que ponto isso seria vantajoso para uma gestão que tem atitudes controversas como a atual?

    ResponderExcluir
  4. É simples:basta votar em Lindberg para governador.Ele,quando prefeito de Nova Iguaçu,criou uma universidade pública e outros cursos necessários à população.Antes,quem não podia pagar faculdade particular,não estudava...Espero que não omitam este comentário como fizeram em
    outra postagem.

    ResponderExcluir

O Blog Cidadania do Porto faz moderação dos comentários, acreditamos na liberdade de opinião, pensamento e expressão. Porém, não podemos autorizar publicação de comentários contendo calúnias, difamações ou informações não-comprovadas. NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS ANÔNIMOS quando for citado o nome de uma pessoa ou de uma unidade ou setor da prefeitura, DIRETA ou INDIRETAMENTE, NÃO INSISTAM! COMETÁRIOS contando tais referências deverá constar o perfil válido da pessoa que está escrevendo!