“CARNAVAL” PASSOU E NINGUÉM VIU!!! (por Sérgio Prata)



Antes mesmo que alguém diga que estou metendo o pau no governo, quero dar meus parabéns ao Prefeito Charlinho pela inauguração do Parque Municipal de Cultura e Lazer, e dizer que a cidade precisava de um espaço público como aquele.

Mas nem tudo saiu como o planejado. Aliás planejamento e carnaval são duas palavras que só se combinam quando se trata de desfile de escolas de samba, e isto também somente se deu depois da passagem de Fernando Pamplona e sua equipe pelo GRES Acadêmicos do Salgueiro, em meados da década de 70, dando início a padronização dos desfiles das escolas de samba.

E deu no que deu!!! A tradição deu lugar ao luxo, o povo deu lugar ao endinheirado, e de comunidades, somente restaram as alas obrigatórias como as baianas e a bateria, que tem suas fantasias pagas pelas escolas de samba. O resto é comércio!!!

Com investimentos pesados que ultrapassam a barreira dos R$ 15 milhões, muitas escolas são patrocinadas por mecenas e algumas por eles, em conjunto com algumas prefeituras, onerando os cofres públicos, isto sem falar nas subvenções oriundas do estado e da união.

O investimento maciço nas escolas de reduto dos mecenas levou muitas escolas de samba tradicionais para os grupos inferiores, como é o caso do GRES Império Serrano, GRES Estácio de Sá, GRES Unidos de Lucas e GRES Em Cima da Hora, e até mesmo ao desaparecimento, como foi o caso do GRES Tupy de Brás de Pina e da quarta escola de samba mais antiga do Brasil, o GRES Unidos de Bangu entre outras.

Chegamos em Itaguaí, uma cidade que durante as décadas de 70 e 80 teve um boom no surgimento de grandes blocos carnavalescos, tendo um inclusive, o BC Unidos do Engenho, que todos os anos apresentava novidades na ala dos compositores, trazendo gente da Tijuca, Madureira, Padre Miguel e etc... que disputavam com seus sambas aquele que seria levado às ruas da cidade.

Uma lei oportuna e correta, talvez a única que preste de autoria de um Vereador polêmico que eu prefiro não citar seu nome, livrou as ruas do Centro das incomodas festividades, que tanto atrapalhava o trânsito, o comércio e a normalidade do dia-a-dia, mas em se tratando de carnaval, houve um equívoco.

Carnaval não é normalidade, carnaval é festa do povo!!! É feito nas ruas e nas praças, sai dos guetos e toma corpo. É uma mistura de reivindicação e escracho, de denúncia e deboche. É sarcasmo com indignação!

Sendo assim, carnaval não pode ser um evento recluso, feito às escondidas. Em uma verdadeira democracia não se limita espaço para a manifestação popular!!!

O carnaval passou pelo Centro da cidade e ninguém viu, e eu estou me guardando pra quando o carnaval chegar!!!

Proponho uma desobediência civil: Que no próximo carnaval o povo tome as ruas do Centro da cidade e brinque!!! Afinal, a ordem do rei é brincar!!!
-- 


“O importante na vida não é onde chegamos, e sim como nos movimentamos!”
 “Desvie uma vez sequer do caminho do bem, e jamais será lembrado pelas suas virtudes!”
SÉRGIO PRATA

5 comentários:

  1. Concordo plenamente com o companheiro, realmente Carnaval é rua, tomemos como exemplo a Av Rio Branco, no centro do Rio, tomada pelos foliões e Blocos Carnavalescos por excelência.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Vou ter que discordar!

    Todos os anos, as ruas do Centro de Itaguaí ficam fétidas depois do Carnaval... e esse ano foi diferente. Minha única reclamação foi não ter sido divulgado um calendário de desfiles dos Blocos da cidade.

    Se tivessem investido nos blocos de carnaval, esse carnaval que o Sergio Prata propôe, aconteceria em partes... só não teríamos o Centro de Itaguaí fedendo e o trânsito caótico todos os dias.

    Eu apóio esse processo civilizatório. Agora falta a organização dos camelôs... das calçadas em geral... do trânsito... do trato com o lixo e as lixeiras... etc...

    É a minha opinião... por favor!

    ResponderExcluir
  3. Observações sobre o carnaval: este foi o primeiro ano que eu passei no meu ap aqui do rio (to aki por causa de trabalho e estudo) e ao ler o texto do Sergio Prata pensei no que eu observei aqui: o Carnaval daqui tá renascendo graças a volta das marchinhas e blocos populares. Em itaguaí ainda impera a ótica do evento, então infelizmente , a prefeitura ainda não percebeu que a estrela do carnaval é o folião comum e os blocos da cidade.
    HJ INFELIZMENTE A IDEIA DO BLOCO EM ITAGUAÍ É A IDEIA DA CHOPADA COM ABADA. NÃO EXISTE O INCENTIVO AO BLOCO PARA SIMPLESMENTE TOCAR , FANTASIAR OU "ARRASTAR"...

    ResponderExcluir
  4. JOAO DUNS ESCOTO ( DOUTOR SUTIL).23 de fevereiro de 2012 21:44

    Para quem e de itaguai ou mora a mais de vinte anos aqui , vai ser lembrar e sentir saudades dos carnavais passados ,o carnaval deste ano foi o mais sem graça dos ultimos vinte anos, e olha que eu nao sou tao facinado por carnaval assim, mas para que foi nos blocos do Rio sabe do que estou falando , ou como aconteceu o carnaval de Coroa Grande foi terrivel por varios motivos desorganizado, violento, com muito funk, foi um verdadeiro parodoxo o Centro vazio silencioso e Coroa Grande uma zona . e viva o (secretario de eventos - valle),

    ResponderExcluir
  5. Que DEUS o tenha, ou que o Diabo o carregue! Já foi tarde esse carnaval ridículo de Itaguaí. Espero que junto com ele, sumam da rua principal também o dia do trabalhador, aniversário da cidade, comemoração de vitória de time e todas comemorações "populares".
    Ah! Não posso deixar de pedir para que vão para o inferno também, as Kombis enfileiradas nos pontos, os ônibus da Expresso Mangaratiba com ponto fixo onde deveria ser somente embarque e desembarque, a falta de semáforos, a ausência de bom senso dos responsáveis pelo trânsito de Itaguaí, a falta de educação dos motoristas que estacionam nas paradas de ônibus, dos passageiros que esperam os ônibus parados na área de parada dos ônibus ao invés de ficar sobre a calçada...

    ResponderExcluir

O Blog Cidadania do Porto faz moderação dos comentários, acreditamos na liberdade de opinião, pensamento e expressão. Porém, não podemos autorizar publicação de comentários contendo calúnias, difamações ou informações não-comprovadas. NÃO SERÁ PUBLICADO COMENTÁRIOS ANÔNIMOS quando for citado o nome de uma pessoa ou de uma unidade ou setor da prefeitura, DIRETA ou INDIRETAMENTE, NÃO INSISTAM! COMETÁRIOS contando tais referências deverá constar o perfil válido da pessoa que está escrevendo!